Eduardo e Rafael emocionam em nova música “Chamou de Pai”, e tem até clipe em libras
28/05/2019 16:36 em Mundo da Música Sertaneja

27 de maio de 2019//Sertanejo News

A imagem da capa do site Multisom Sertaneja foi retirada de arquivos da internet/Google

Se você quer ouvir música com emoção, dessa vez a dupla Eduardo e Rafael nos apresenta algo que fica quase impossível não se emocionar.

 

A dupla apresenta a faixa “Chamou de Pai” em todas as plataformas digitais e também em seu canal oficial no Youtube. A música chega acompanhada de um videoclipe emocionante com o seu pai Sr. Elsio Torquato e as lágrimas acabam tornando-se inevitáveis dentro do clipe.

“Chamou de Pai” é uma composição de Leandro Visacre, Eril Visacre, Lucas Carvalho e Jeison Nascimento, a produção musical ficou com Juninho Sarpa e a direção de vídeo da TM Vídeos e o lançamento é feito pela ECOMUSIC, responsável pela carreira de Eduardo e Rafael.

A música nos mostra fortes trechos na sua letra como “E daí na falha dos seus passos eu te carrego no colo” e “Se a vida não tiver mais graça eu te faço sorrir”, e ainda “Se as mãos não obedecem e as pernas são fracas demais” são os pontos nos quais nos fazem refletir.

Eduardo e Rafael são irmãos e conhecidos por terem uma identidade musical muito única e nos últimos tempos tiveram destaques com as músicas “Tem Que Saber Modão”, “Cowboy Loki” e “Assuma as Consequências” que teve a participação de Edson e Hudson.

“Resolvemos gravar essa música não só como homenagem ao nosso pai, mas sim uma homenagem a família por um todo e também queremos mostrar a todos os pais o real significado da gratidão e amor que um filho possa ter” disse Eduardo.

“Confesso que para mim foi muito difícil cantar essa música e sentir a emoção verdadeira do nosso pai, e se a vida nos permite tanta emoção dessa forma, seria lindo que cada filho conseguisse sentir o que a gente sentiu cantando para o meu velho. O clipe está sensacional” completou Rafael.

Confira abaixo a versão completa do clipe e a seguir também a versão em libras:

 
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!