Decisão de líderes sobre prisão em 2ª instância é 'indecorosa', diz Alvaro Dias
28/11/2019 15:56 em Política

Da Redação | 28/11/2019, 15h16/Agência Senado

A imagem da capa do site Multisom foi retirada de arquivos da internet/Google

  • Plenário do Senado Federal durante sessão não deliberativa.   Em discurso, à tribuna, senador Alvaro Dias (Podemos-PR).  Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Jefferson Rudy/Agência Senado

 

Saiba mais

Proposições legislativas

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) criticou nesta quinta-feira (28), em Plenário, a decisão de líderes partidários de abrir mão do andamento do projeto de lei (PLS) 166/2018, que altera o Código de Processo Penal para disciplinar a prisão após a condenação em segunda instância, para dar prioridade a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 199/2019 sobre o mesmo tema que tramita na Câmara.

Para o parlamentar, essa medida “atenta contra a inteligência do povo brasileiro” porque, para ele, tem como único objetivo atrasar a decisão a respeito do tema. Para Alvaro Dias, não existe nenhum motivo, a não ser o “indecoroso”, para que o projeto do Senado pare de tramitar simultaneamente à proposta da Câmara.

—Da nossa parte não há acordo. Nós [do Podemos] não concordamos com esse tipo de estratégia marota, com esse acordão da impunidade. É preciso votar e aprovar a prisão em segunda instância de forma célere — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

 

Fonte: Agência Senado

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!